$hide=post

Novidades$show=404$type=carousel=hide$count=6

$hide=404$show=mobile$show=post

"Balila" Mulher que vê apenas com o coração

A popularidade de "Nha Balila" ultrapassa as fronteiras

 "Balila" Mulher que vê apenas com o coração

A história que vamos relatar é,  de uma mulher simples,  desinibida, bem-disposta,  optimista e sem papas na língua, corajosa, frontal,  amiga de tudo e de todos, conhecida tanto no campo como nos meios urbanos; uma invisual que  vê  apenas com o coração. Afirma:"Nen ken ki ta odja ka ta  ganhan". 

 Isidora Semedo Correia, ou, se preferir, "Nha Balila", (Bala d'aço"  alcunha que ganhou numa festa quando ainda era moça num diálogo com um rapaz que, fitando-a nos olhos ter-lhe-ia dito: “Minina, bo bu txoma: "bala d’aço" dando isto origem à "Balila" nome pelo qual é conhecida.  

Por: Nataniel Vicente 

A carismática ”Bala d'aço” nasceu pois, a escassos dias do Natal, ou seja, a 12 de Dezembro de 1929, em Serra da Malagueta, um dos lugares mais atractivos de Cabo Verde, num Sábado.  Como é  mulher de fé, nasceu no dia de Nossa Senhora de Guadalupe. Reza a história que Virgem Santíssima apareceu a um indígena (Juan Diego) também num sábado, nesse lugar da América Latina, mas, do bem longínquo ano de 1531 do dia 12 de Dezembro. O vidente foi canonizado pelo Papa João Paulo II em 2002.

A nossa "Balila" nasceu de uma   família simples, de humilde condição social:  Raimundo Semedo, alfaiate de profissão, e Paulina Tavares, doméstica, ambos do ano 1902. Nesse ambiente cresceu até se formar mulher. 

A sua paixão pela escola

  Isidora já muito cedo dava sinais de inteligencia, algo que os pais só se aperceberam através dos familiares, com a recomendação destes, matricularam-na numa escola em Achada Lém. Foi sol de pouca dura dado que o professor  apercebendo-se que a sua aluna manifestava algum problema de visão aconselhou os pais que a retirasse da escola evitando possíveis transtornos na sua visão,  facto que deixou a pequena Isidora muito triste e, inconformada com a situação, chorava sempre nas horas em que normalmente se preparava para à escola.  Assim, foi crescendo e a vista foi-se degradando pouco a pouco mas, ela quase estava prevenida de que iria perder a  visão que, segundo afirma, na sua raça havia 3 irmãs afectadas por essa enfermidade.

 "Desastre de Assistência", na Praia

Conta assim na primeira pessoa: “Na 1947,  tinha fomi rixu na tera ki dura txeus anus dividu falta di txuba ki leba txeu algen di fora ben pa Praia pa skapa di fomi. Mi propi ku nhas amigas N ben tanbe. Na kel dia ki obi kel disastri txeu algen ba pidi kumida na Baraka (Refeitório de Assistência) mas  ez ka dexadu entra (um mal até que foi um bem) pamodi ez tinha ar di algen ki ka tinha fomi. Na kel dia ki kai muru di “Sistensia"  N odja algen  ku sangi ta cori ki nunka N odjaba na nha bida".

Recorde-se, que "Assistência" ficava onde é hoje o edifício de CV Telecom.

 Isidora e a sua paixão pelo “batuku” 

Isidora, ainda criança na casa dos seus 10 anos se apaixonou pelo “batuku” seguindo as pisadas da mãe, tia e irmão mais velho. Contudo, a futura "mensageira de paz" viria mais se destacar na prática de “finason e txabeta”.  

Isidora aventura-se para Angola 

"Nha Balila" foi uma mulher que sempre sonhava em aventuras, desejosa de conhecer outras latitudes. À semelhança de outros tantos cabo-verdianos também experimentou a dura vida de embarcação. Aos 22 anos de idade, em plena juventude  acompanhada de um irmão embarca no porto da Ribeira da Barca no “Santiago” (nome do barco) com destino à Angola. Instalada em Cabinda, trabalha ali cerca de um ano e tal. Aí teve uma surpresa que ainda está gravada na memória. Diz que em Cabinda conheceu um homem de aspecto cabo-verdiano que lhe falara numa berma de estrada com sotaque do crioulo da Guiné-Bissau e, que mais tarde viria saber que se tratava  de Amílcar Cabral.

Aventura para São Tomé e Príncipe

De regresso à terra insatisfeita com a situação encontrada  em Cabo Verde lança novamente em aventuras, desta feita, ruma para arquipélago  de São Tomé e Príncipe onde viriam nascer as suas duas filhas. A primeira: Maria da Conceição Semedo  em 1953. A segunda viria nascer 12 anos depois e deu-lhe o nome de Judite Semedo Silva. Entretanto, A "Bala d'aço" afirma que fez 3 rondas ao arquipélago de Sao Tomé e Principe. Que tentara a 4ª viagem mas nãoresultou. Confessa que ali enfrentou situações deveras complicadas  aos abusos dos patrões das roças. Adianta que sofreu muitas agressões. Um mal nunca vem só, confessa: 

“Nha segera total ben di un asidenti di trabadju enkuantu N staba ta kapina, un likidu kai di um pe di arvi ki txoma “malgós” – (amargo) sertan na odju direitu logu  pasa pa odju skerdu. Asi N perdi vista tudu ki dja era mariadu. Foi na nha tirsera vez pa San-Tomé”.

                           Em Cabo Verde  

De regresso definitivo à terra, a vida de "Nha Balila" já sem vista, sem um lar próprio para se acomodar, foi um verdadeiro calvário.

                       Construção de casa & o casamento

Em 1970,  andou de casa em casa “riba Praia” pedindo ajuda aos familiares, comerciantes e amigos para  a construção de uma habitação e efectivamente conseguiu realizar um dos seus velhos sonhos: Ter uma casa própria. Tres anos depois viria casar-se com um homem 10 anos mais novo de que ela.

Ora o casamento surgiu  na vida de "Nha Balila" aos 44 anos de idade com José Correia, natural da ilha do Fogo- São Lourenço e enviuvou-se  aos 68 anos de idade com a morte deste, em Março de 1997.

"Nha Balila" uma espécie em extinção

"Nha Balila" e "kel mudjer ki ta Nderia mas ka ta kai".  Nao obstante  as inúmeras dificuldades por que  tem passado, a nossa "diva", nao se deixou abalar.

Independência Nacional (05-07-1975) 

A Independência Nacional trousse à "Nha Balila" muitas inspirações  na  arte  de “batucar". 

"Nha Balila" contava então com 46 anos de idade na data da  Independência. Entretanto, o dia da Independência de Cabo Verde a “Mensageira de Paz”  passou  numa cadeira de rodas no hospital, na sequência de acidente de uma viatura mal governada, ao sair de casa.   Em resultado disto ficou ali internada durante alguns dias. O marido vendo-a naquele estado separou-se dela escolhendo uma outra mulher mais nova. Ironiza o facto: “Kel karu ki pon na kadera di roda ki siparanu”

Desamparada, pede ajuda ao Estado no intuito de construir mais uma casa ao lado da outra. Dirige-se ao Pedro Pires, então Primeiro-Ministro na altura, tendo pois, encaminhado o assunto ao ex- Ministro, Tito Ramos. A casa ficou pronta no dia 2 de Junho de 1983. E, durante muitos anos serviu de lar de muitas crianças inclusive os seus próprios netos. Por aqui passaram géneros alimentícios, foram dadas vacinas, servindo ainda como “Centro de juventude”. 

"Nha Balila" dinâmica como sempre, prossegue a sua caminhada associando o seu nome à Organização das Mulheres Cabo-verdianas, (OMCV) com a qual andou de cutelo em cutelo em todas as localidades de Santiago.

Foi nessa altura que formou o seu agrupamento denominado “Bali Pena” (Valeu a pena), agremiação que sempre marcava presença nas tradicionais festas de despedidas de solteiros, baptizados, Páscoa e casamentos, e em diversos pontos da ilha de Santiago.

O “batuku” esteve sempre na mente de Nha Balila. Mas por circunstâncias alheias à sua vontade o grupo – “Bali Pena” acabou por se extinguir em 2005.

"Nha Balila" posiciona-se a favor dos cabo-verdianos não dos partidos políticos “ Mi e favor di kabu-verdianus non di partidus. Mi djan trabadja ku PAIGC mas tardi ku PAICV i djan luta au ladu de Kruz Burmedja, jovens, studantis i famílias. Djan foi líder kumunitaria rikunhisidu pa povu”

A maior mágoa de Nha BalBalila Lopes Correiamaior mágoa que "Nha Balila" guarda no seu íntimo é o menosprezo e preconceito de algumas pessoas que a considera  não ser cega. “ E ta da pa segu” cai-lhe isto nos ouvidos como uma pancada ferindo a sua sensibilidade. Por ser desenvencilhada e tratar das suas coisas ordeiramente as pessoas duvidam da sua condição de saúde. Em 1997, uma menina enfiou-lhe um dedo no olho para ver se era realmente cega. Movida pelo remorso foi pedir-lhe desculpas alguns anos depois oferecendo-lhe um peixe: Um goraz.

A popularidade de "Nha Balila" ultrapassa as fronteiras 

Nos últimos tempos "Nha Balila" ganhou uma certa notoriedade através das suas chamadas telefónicas em vários programas de rádio, literalmente, sem sair do conforto da sua casa. O seu nome é conhecido em vários continentes através da internet. Conhece nome por nome praticamente todos os jornalistas da rádio e televisão e os trata como família. O telefone é uma ferramenta que lhe permite estar em contacto com os amigos. Com a fama alcançada, conta com duas participações em CDs colectivos.

Uma observadora atenta da política nacional, aborda o problema da insegurança em Cabo Verde, e aos líderes políticos deixa um conselho: tolerância.

Retém na memória bem viva os nomes de muitos artistas cabo-verdianos e diz, com todo o orgulho, que o seu maior ídolo de sempre continua a ser o célebre compositor e mentor conjunto do Bulimundo, Carlos Alberto Martins “Catchás".

Mostra ainda a sua admiração pelo vocalista "Zeca de Nha Reinalda" enquanto intérprete do funaná, Ildo Lobo e Cesária Évora, na qualidade de intérpretes da morna e Norberto Tavares, como o grande defensor da cultura cabo-verdiana.

Destemida e determinada, formou um grupo de batuque, denominado “Artistas Portadores de Deficiência.”

Recorda, com muita emoção, a sua participação numa das edições do Festival do Gambôa, ao lado do seu grande ídolo, Norberto Tavares.

"Nha Balila" define-se como uma invisual que nunca se sente isolada, já que tem marcado, de forma diversa, a sua presença na sociedade cabo-verdiana. Da nova geração revela uma grande paixão pelo “show-man” cabo-verdiano radicado na Holanda, "Kino Cabral", por Princezito, embora,  aprecie todos os músicos e artistas da nossa terra.

Autora de dezenas de composições, das quais se destacam “Kapina Padja”, “Dentu di alguen ke alguen” “Mininu Nobu na mo” “Minininhas adolescentes”, "Nha Balila" diz que sente mais inspirada à noite, altura que aproveita para dar corpo às suas composições musicais.

Nha Balila e a sua paixão pelo batuque 

A grande Isidora (Nha Balila) apesar das dificuldades do dia-a-dia nunca desistiu da sua paixão pelo batuque do qual se entregou de alma e coração a partir dos 10 anos de idade como já ficou referenciado. Aos 16 anos em plena mocidade já estava dentro do terreiro “ta da ku tornu”. Em 1981, com a criação do seu grupo de batucadeiras  "Bali Pena", regressa de novo à música.

  Temas e keli: "Dentu di alguen ke alguen", "Kabu Verdi ten valor" "Bu pé na tchom, bu mó pa riba, bu odja pa altu.

               "Nha Balila" revoltada com a sua pensão cortada

"Nha Balila" nao esconde a sua mágoa  pelo corte da sua pensão social de 5 900$00 por razoes que nao a convence e nem entende atendendo o seu estado físico.Quem/de/direito/que/examine/esta/situação.

  Tarrafal, 12 de Dezembro de 2023

Nataniel Vicente Barbosa e Silva

COMMENTS

Pub

Populares$show=404

Formulário de Contacto

Nome

Email *

Mensagem *

Nome

2MUCH,12,6 crianças na Tarrafal,9,Abraão Vicente,37,Adê,4,Aderito Depina,5,Africa,1,album,87,Alex Evora,27,Alicia Pereira,7,Alsis Dende,20,amadeu oliveira,33,Amílcar Cabral,8,Amoransa,16,anedotas,20,Angela,6,Anilton Levy,103,Anny,5,Apollo G,70,apolo sc,8,Arielson,6,Aristide Gaspar,5,Arte,7,artistasCV,18,Ashley,8,August Silva,24,Aventuras di Bubacar,8,Badoxa,14,Basket,25,Batchart,11,batuku,115,Beleza,59,Betinho,28,beto alves,8,Beto Dias,50,Beto Duarte,12,BigZ Patronato,84,Biografia,207,Black G,25,Blacka,27,BossAC,4,Boy Game,27,Breve,15,Bruce Semedo,12,Bruno Rodriguez,6,Buguin Martins,25,c.james,24,cabelo,27,Cadillac Ali,8,Calema,10,Carlos Andrade,10,carros,3,Carter MC,10,casa do lider,64,caso Davidson,6,Cesar Sanches,12,Cesaria Evora,14,Cesf,64,ceuzany,16,Charbel,23,Chrislainy Lopes,28,chuva,14,cileiza barros,15,cleiton,3,comedia,287,contos,85,covid-19,332,CRASDT,8,Cremilda Medina,16,Cultiva,15,curiosidade,635,CV,1,CVMA,49,CvTep,28,dança,39,Danilson Pires,9,David Brazao,9,Deejay R_One,12,deibby,7,delta ramantxadas,11,Denis Graças,11,Dentu Moda,17,Desaparecimento,103,Desporto,393,Detroit Kabuverdiano,8,dev,1,Devil K,12,DG One,15,diabona,17,Dibaz MOB,15,Dicas,92,Dicla,43,Dino D'Santiago,23,Divas Paris,6,Dj Kelven,9,Djam Neguin,39,Djedje,9,Djeison Lumi,21,djodje,147,Djy Indiferente,73,DNOS,9,documentário,2,Du Marthaz,25,Duelo de Artista,1,Dynamo,51,Economia,4,Eddu,24,Edwin,5,Elias Kailan,5,Elida Almeida,72,Elji Beatskilla,40,Elly Paris,35,Eloisa,5,Eminem,5,emprego,3,Entrevista,167,Erros nos manuais,7,EtelLopes,27,evelise carvalho,4,Evento,455,Expavi,11,FattúDjakité,13,Ferro Gaita,15,Fidjos Di Belo Freire,14,fidju di nhu Santu Amaru,5,fil g kamporta,40,FlowPezoD,7,Fofoca,353,França,124,Fred G-HarT,8,Fredked SamBriu,11,freirianas guerreiras,13,Fugi Regra,15,Funana,547,Futebol,106,Ga daLomba,23,Gabriela Évora,5,Gamboa,1,garry,78,Gaucho do Bem,52,Ghetto Stars,5,Gil Semedo,32,gilson furtado,14,giovani rodrigues,42,Grace evora,15,Gracelino Barbosa,21,Gylito,5,Heavy H,5,Helio Batalha,76,Hilário Silva,17,Hip Hop,1475,info,2,internacional,220,intimo,14,Isah,14,IUcv,5,IvanAlmeida,2,Ja Diva,23,Jailson,25,JamesTC,5,Jassy Correia,10,Jay,56,JCF,20,jennifer dias,19,Jéssica Pellegrini,7,Jimmy,7,Jm Caps,5,JoaoBranco,3,Joaquim,1,Jorge Neto,30,Josslyn,55,Judepina,5,JuntosMusica,49,kady,9,Kaka D'Lidia,10,Keyla,26,Kiddye Bonz,24,kizomba,448,KMA,7,Komikus Tarrafal,25,Kruvela Jr,10,lavinia,16,Lavvy,21,lejemea,59,Lenira Querido,7,Leny,3,Léo Pereira,57,letras,32,Leydy,10,Lippe Monteiro,20,Lisandro,20,Lista10,6,Loony Johnson,48,Loose Jr,7,Loreta kba,56,Lura,20,Maicam Monteiro,38,Mannó,4,maria silva,3,Mario Loff,75,Mario Lucio,22,Marito,11,Mauro Barros,4,Mayra Andrade,19,Mc Acondize,19,mc distranka,12,Mc Katxupa,19,mc prego,121,Mc Tranka Fulha,135,Mellanie Tavares,5,Menina Allycia,4,Mentis Kriolu,4,Meteo,1,Miguel Andrade,32,Mika Mendes,20,Miny blaa,16,Miss,38,Mister MC,5,Mito Kaskas,36,MituMonteiro,4,moda,140,MonteTxota,31,Morena Santana,14,Mota Jr,33,Mr. Carly,5,Mudjeris di Bom Sperança,16,Mural Valete,18,musica,4800,Myriiam,11,N.I.Abensuod,4,Nair Semedo,4,Nandorex,7,Naytchy MG,10,ne jah,47,Nelson Freitas,50,Nelson Junior,3,Neuza,27,Neyna,49,Nikess,5,Nissah Barbosa,14,Nittó Destiny,12,Nitto Love,7,Nuno do Guettoh,9,opinião,2440,OsmarBrito,1,Papa Rocha,4,PCC,15,pentiados,6,Platão Borges,18,pnd,3,Poema,239,policia,63,Politica,415,Populares da Semana,2,Princezito,35,Projota,18,Promo,78,Puto G,10,Quemé,10,racismo,8,Radio,1,Rahiz,48,Rapaz 100 Juiz,45,Ravidson,4,Ray G Corvo,10,Receitas,12,Ricky Boy,31,RimAsom,9,rip bela,4,Ritchaz,9,Romeu Di Lurdis,45,Rony Cirilo,8,Ruben Lobo,2,ruddy boy,9,Rui,35,Ruth Furtado,4,salamita,10,Samora,3,Sandrine,4,sandro monteiro,14,Santa de volta,11,Sara Andrade,9,Sara Tavares,10,saude,60,SCV,18,sebah,81,Selson Batalha,6,Sem Pressa,36,Sem Truques,7,ShadeB,20,SiBi,19,sociedade,3102,solidariedade,134,Som di Terra,3,sondagem,2,soraia ramos,81,Sos Mucci,48,StevenR,5,Su Boss,9,Surf,9,Sussu MT,7,Suzanna Lubrano,24,TACV,53,Tarrafal,254,Taylor Moikano,5,Teatro,15,Tec,11,Tecnologia,16,Thairo Kosta,28,The Profit,40,Tikai,45,Tinho Star,10,TitoParis,2,Tixa,22,To Semedo,21,Tony di Frank,19,Tony Fika,61,Tony Mamaidoka,13,toru,29,Totoloto,6,Trakinuz,32,turismo,6,Ultimas gotas,9,Vado Más Ki Ás,37,VanessaFurtado,8,vania,5,VannyReis,1,VBG,29,video,8239,Viral VDM,78,Wade Silvino,6,Will.G,5,WillG Loko,13,Willy Semedo,61,Wilson e Zidane,1,Wise Henrick,38,xaioi,4,Yara dos Santos,20,Young Problema,11,Za Preta,7,Ze Badiu,17,Zé Carlos,5,ze espanhol,85,Ze pikenu,10,Zé Spritu Guerrero,2,Zubikilla,3,
ltr
item
Dexam Sabi Cabo Verde: "Balila" Mulher que vê apenas com o coração
"Balila" Mulher que vê apenas com o coração
A popularidade de "Nha Balila" ultrapassa as fronteiras
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEiJaPNjvxfZ7FgZ-6N9vIQ09J5cRdxxxLD5DOSyA8bPdQoRzuJRAoxp8Chyxy5DuIk2vkCbTIq2yEX3dfZpXupE5mgTOFQW8I7rfmdX9iv1iipQHWPcKVVIWGUM949izJ5KhDufH-ozjAoMkfx-h-_NbLyQblSwP_a9AlC-klnkWDa3YUmJ2MuEB0ux0kI/w400-h181/Nha%20Balila%20copy.jpg
https://blogger.googleusercontent.com/img/b/R29vZ2xl/AVvXsEiJaPNjvxfZ7FgZ-6N9vIQ09J5cRdxxxLD5DOSyA8bPdQoRzuJRAoxp8Chyxy5DuIk2vkCbTIq2yEX3dfZpXupE5mgTOFQW8I7rfmdX9iv1iipQHWPcKVVIWGUM949izJ5KhDufH-ozjAoMkfx-h-_NbLyQblSwP_a9AlC-klnkWDa3YUmJ2MuEB0ux0kI/s72-w400-c-h181/Nha%20Balila%20copy.jpg
Dexam Sabi Cabo Verde
https://www.dexamsabi.com/2024/03/balila-mulher-que-ve-apenas-com-o.html
https://www.dexamsabi.com/
https://www.dexamsabi.com/
https://www.dexamsabi.com/2024/03/balila-mulher-que-ve-apenas-com-o.html
true
777634241572887542
UTF-8
Loaded All Posts Not found any posts VEJA TODOS Ler Mais Reply Cancel reply Delete By Home PAGES POSTS View All RECOMMENDED FOR YOU LAB ARCHIVE SEARCH ALL POSTS Not found any post match with your request Back Home Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec just now 1 minute ago $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Yesterday $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago Followers Follow THIS PREMIUM CONTENT IS LOCKED STEP 1: Share to a social network STEP 2: Click the link on your social network Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy Table of Content