$hide=404$show=mobile

O Racismo é Uma Fraqueza Cultural

texto publicado por Maika Lobo, na sua pagina de facebook.

O Racismo é Uma Fraqueza Cultural

O racismo é uma doença das mais antigas que a humanidade conheceu e que trouxe marcas e cicatrizes seculares, tanto a nível histórico como social .

É difícil fazer-se uma identificação certa aonde, como, quando e por que razão as civilizações admitiram no seu seio essa terrível e brutal doença.
Ele terá começado na Europa? No continente americano? Na Ásia? Ou no próprio continente africano? A resposta não é precisa.

A certeza que a história reza é que os africanos foram dominados e submetidos a um processo brutal de escravatura e, mais tarde, transportados como mercadorias pelos europeus sobretudo para o continente americano (EUA e BRASIL) e igualmente para outros continentes.

Uma vez colocados nos territórios desses continentes foram obrigados a trabalhos desumanos e forçados e desprovidos de um estatuto social. A partir desse momento, a raça negra conheceu as piores discriminações da história: no emprego, na educação, na saúde, na justiça, na economia, no acesso social, etc.

Talvez o pior não foi a desumanização do trabalho forçado. O pior foi a estigmatização e o estatuto social que deram aos negros africanos, cujas marcas históricas e sociais sobreviveram no tempo até ao presente.
Digo isto porque a escravatura foi oficialmente abolida, mas o racismo continua ainda vivo no mundo actual, nuns sítios mais e noutros menos.

Todavia, é verdade que hoje globalmente a humanidade não aceita o fenômeno racial, como aceitava no passado. Isto tem a ver com o processo histórico e cultural das nações.
Conquistas sociais significantes e determinantes conduziram o racismo a uma marginalidade, embora em certos países o fenômeno racial é ainda uma doença presente .

Em todos os domínios, a humanidade conheceu avanços significativos e extraordinários, a nível científico, cultural, social, tecnológicos e a nível de igualdade de direitos políticos e oportunidades sociais, os quais mudaram contundentemente as relações entre povos, as relações sociais e o cruzamento de raças diferentes conheceu alterações significativas. Em abono da verdade, felizmente, o mundo de hoje pouco ou nada tem a ver com o mundo de ontem. A cruz da raça negra ainda existe, só que diminuíram o seu peso.

Contudo, reconhece-se que, aqui e ali, existem fenômenos ou expressões de racismo ainda mal resolvidos.

É aqui que entra a questão cultural. Acredito que quanto mais culto um povo seja, menos cultiva a diferença racial. O problema racial está diretamente ligada à questão cultural e às insuficiências do conhecimento por parte do ser humano. O perfil da humanidade tem raízes no nível cultural que conseguiu conquistar e assimilar.

Mesmo entrando em força na era digital, a humanidade tem ainda uma dívida secular que não conseguiu pagar-a abolição completa do racismo.

E no dia de hoje esse fenômeno parece retomar um pouco alguns sinais do passado. Parece que a ignorância da supremacia branca encontrou algum terreno, mesmo a nível do poder institucional, nuns casos mais evidentes e noutros casos mais simulados. Fenômenos esses que devem preocupar a nossa civilização.

Embora eu saiba que o racismo nunca foi completamente abolido, acredito que os diversos casos que indicam o despertar do gigante adormecido tem a ver muito com o ressurgimento do populismo, da xenofobia e do regresso ao poder das forças politicas da extrema-direita, os quais vem apostando e atacando as fragilidades dos sistemas democráticos e minando os valores da sua fundação.

Com a chegada ao poder de Donald Trump, os fenômenos raciais, a xenofobia e politicas anti-imigração tomaram corpo e foram festejados como um dos fatores da sua vitória em 2016.

Os conselheiros de Trump entenderam de forma magistral a composição da população americana, os seus “apetites” étnicos e o seu peso eleitoral. A raça branca preenche 60 ou 61% da população e a raça negra 13 a 14% da população americana. Os hispânicos cerca de 18%.
Entretanto, a afeição eleitoral da população americana não é um fenômeno linear e apresenta contornos oscilatórios.

Após oito anos de mandato do primeiro Presidente negro, Barack Obama, o terreno apresentou-se fértil, para a “vingança” dos que defendem a supremacia da raça branca.

No meu ponto de vista, a melhor forma de fazer recuar os fenômenos raciais e a xenofobia, é apostar fortemente na educação e na cultura, no reforço das instituições democráticas e perceber-se que a cor da pele nunca foi um instrumento de diferenciação social e cultural.

Maika Lobo

COMMENTS

Pub

Formulário de Contacto

Nome

Email *

Mensagem *

Nome

2MUCH,12,6 crianças na Tarrafal,9,Abraão Vicente,35,Aderito Depina,5,Africa,1,album,58,Alex Evora,24,Alicia Pereira,7,Alsis Dende,16,Amílcar Cabral,7,Amoransa,16,anedotas,19,Angela,6,Anilton Levy,84,Anny,5,Apollo G,37,Arielson,6,Arte,7,artistasCV,18,August Silva,11,Aventuras di Bubacar,8,Badoxa,13,Basket,17,Batchart,6,batuku,55,Beleza,44,Betinho,13,Beto Dias,33,Beto Duarte,12,BigZ Patronato,57,Biografia,141,Black G,20,Blacka,19,BossAC,4,Breve,13,Bruce Semedo,8,c.james,13,cabelo,22,Cadillac Ali,8,Calema,6,Carlos Andrade,5,carros,3,casa do lider,64,Cesaria Evora,11,Cesf,34,Charbel,16,Chrislainy Lopes,28,comedia,229,contos,60,CRASDT,7,Cremilda Medina,7,Cultiva,11,curiosidade,253,CV,1,CVMA,42,CvTep,16,dança,30,Danilson Pires,9,David Brazao,9,Deejay R_One,8,Denis Graças,6,Dentu Moda,17,Desaparecimento,64,Desporto,267,Detroit Kabuverdiano,8,Devil K,10,DG One,11,Dibaz MOB,7,Dicas,85,Dicla,37,Dino D'Santiago,14,Divas Paris,6,Djam Neguin,14,Djedje,6,djodje,84,Djy Indiferente,47,DNOS,9,documentário,2,Du Marthaz,9,Duelo de Artista,1,Dynamo,22,Economia,4,Eddu,20,Edwin,5,Elida Almeida,49,Elji Beatskilla,35,Elly Paris,16,Eloisa,5,Eminem,5,emprego,3,Entrevista,95,Erros nos manuais,7,EtelLopes,20,Evento,354,Expavi,10,FattúDjakité,10,Ferro Gaita,8,Fidjos Di Belo Freire,6,fidju di nhu Santu Amaru,5,FlowPezoD,6,Fofoca,209,França,119,Fred G HarT,4,Fred G-HarT,4,Fredked SamBriu,9,Fugi Regra,15,Funana,361,Futebol,103,Ga daLomba,15,Gamboa,1,garry,35,Gaucho do Bem,51,Ghetto Stars,5,Gil Semedo,22,gilson furtado,12,Grace evora,11,Gracelino Barbosa,14,Gylito,5,Heavy H,5,Helio Batalha,59,Hilário Silva,15,Hip Hop,1024,info,2,internacional,173,intimo,15,Isah,13,IUcv,5,IvanAlmeida,2,Ja Diva,18,Jailson,9,JamesTC,5,Jay,33,JCF,18,Jéssica Pellegrini,7,Jimmy,7,Jm Caps,5,JoaoBranco,3,Josslyn,16,Judepina,3,JuntosMusica,34,Kaka D'Lidia,10,Keyla,21,kizomba,370,KMA,7,Komikus Tarrafal,21,Lavvy,15,lejemea,38,Lenira Querido,7,Léo Pereira,30,letras,30,Lippe Monteiro,18,Lisandro,12,Lista10,6,Loony Johnson,27,Loreta kba,39,Lura,13,Maicam Monteiro,32,Mannó,4,Mario Loff,51,Mario Lucio,14,Marito,9,Mauro Barros,4,Mayra Andrade,15,Mc Acondize,5,Mc Tranka Fulha,47,Menina Allycia,4,Mentis Kriolu,4,Meteo,1,Miguel Andrade,29,Mika Mendes,13,Miss,20,Mister MC,5,Mito Kaskas,24,MituMonteiro,4,moda,109,MonteTxota,31,Morena Santana,11,Mota Jr,14,Mr. Carly,4,Mudjeris di Bom Sperança,6,Mural Valete,13,musica,1861,Myriiam,6,N.I.Abensuod,4,Nandorex,7,Naytchy MG,10,ne jah,37,Nelson Freitas,29,Nelson Junior,3,Neuza,8,Nikess,5,Nissah Barbosa,11,Nittó Destiny,11,Nitto Love,4,Nuno do Guettoh,5,opinião,1673,OsmarBrito,1,Papa Rocha,3,pentiados,6,Platão Borges,17,Poema,187,policia,51,Politica,321,Populares da Semana,2,Princezito,14,Projota,15,Promo,73,Puto G,8,Quemé,6,racismo,8,Radio,1,Rahiz,37,Rapaz 100 Juiz,32,Ravidson,4,Ray G Corvo,10,Receitas,12,Ricky Boy,23,RimAsom,7,Ritchaz,9,Romeu Di Lurdis,31,Ruben Lobo,2,ruddy boy,9,Rui,35,Ruth Furtado,3,S.O.S,6,Samora,2,Sandrine,4,Santa de volta,11,Sara Tavares,5,saude,56,SCV,18,sebah,42,Selson Batalha,6,Sem Pressa,22,Sem Truques,7,ShadeB,15,SiBi,15,sociedade,1236,solidariedade,93,Som di Terra,3,sondagem,2,soraia ramos,6,StevenR,5,Su Boss,7,Surf,8,Sussu MT,7,TACV,47,Tarrafal,225,Taylor Moikano,5,Teatro,7,Tec,11,Tecnologia,16,Thairo Kosta,16,The Profit,37,Tikai,39,Tinho Star,10,TitoParis,2,Tixa,14,To Semedo,15,Tony di Frank,16,Tony Fika,36,Totoloto,6,Trakinuz,16,turismo,5,Ultimas gotas,9,Vado Más Ki Ás,17,VanessaFurtado,8,VannyReis,1,VBG,26,video,3660,Viral VDM,35,Wade Silvino,6,Will Semedo,38,Will.G,5,WillG Loko,10,Wilson e Zidane,1,Yara dos Santos,13,Young Problema,9,Za Preta,7,Ze Badiu,13,Zé Carlos,5,ze espanhol,68,Ze pikenu,9,Zé Spritu Guerrero,2,Zubikilla,3,
ltr
item
Dexam Sabi Cabo Verde: O Racismo é Uma Fraqueza Cultural
O Racismo é Uma Fraqueza Cultural
texto publicado por Maika Lobo, na sua pagina de facebook.
https://2.bp.blogspot.com/-oeSSVDgtJUE/WxpmFNYcGqI/AAAAAAAAbsg/3dwB9a64D0U-rFC0wLHHWnavAWEMpaO3QCLcBGAs/s400/maika%2Blobo.jpg
https://2.bp.blogspot.com/-oeSSVDgtJUE/WxpmFNYcGqI/AAAAAAAAbsg/3dwB9a64D0U-rFC0wLHHWnavAWEMpaO3QCLcBGAs/s72-c/maika%2Blobo.jpg
Dexam Sabi Cabo Verde
https://www.dexamsabi.com/2019/02/o-racismo-e-uma-fraqueza-cultural.html
https://www.dexamsabi.com/
https://www.dexamsabi.com/
https://www.dexamsabi.com/2019/02/o-racismo-e-uma-fraqueza-cultural.html
true
777634241572887542
UTF-8
Loaded All Posts Not found any posts VEJA TODOS Ler Mais Reply Cancel reply Delete By Home PAGES POSTS View All RECOMMENDED FOR YOU LAB ARCHIVE SEARCH ALL POSTS Not found any post match with your request Back Home Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec just now 1 minute ago $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Yesterday $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago Followers Follow THIS PREMIUM CONTENT IS LOCKED STEP 1: Share to a social network STEP 2: Click the link on your social network Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy Table of Content